Comissão Própria de Avaliação

Regulamentação

 

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO (CPA) ATUAL
(Portaria 848/GR, de 22 de junho de 2017)

Presidente – Ana Paula Ribeiro de Araujo

Vice-Presidente – Lígia Cristina Ferreira Machado

Representantes dos Docentes 

Lucia Aparecida Valadares Sartório
Thais Alves Gallo Andrade

Representantes dos Técnico-Administrativos 

Everton da Silva Canevelo
Nilson Brito de Carvalho
Paulo Sandro Ramos de Oliveira
Renan Arjona de Souza

Representes dos Discentes 

Gisele Cristina de Souza Santos da Silva

Gustavo Henrique da Costa

Gláucia Andressa da Rosa Negrão

Gabriel Santos Ferreira

Representante da Sociedade Civil Organizada 

Cristhiane Oliveira da Graça Amâncio – Pesquisadora EMBRAPA

 

Papel Institucional

Nos termos da mesma Lei, a CPA atua de forma autônoma em relação aos Conselhos e todos os demais Órgãos Colegiados da UFRuralRJ, devendo conduzir a avaliação institucional de forma a abranger, no mínimo, as seguintes dimensões exigidas pela lei:
 
a)  A missão e o plano de desenvolvimento institucional;
b) A política para o ensino, a pesquisa, a pós-graduação, a extensão, a prestação de serviços e as respectivas formas de operacionalização, incluídos os procedimentos para estímulo à produção acadêmica, as bolsas de pesquisa, de monitoria e demais modalidades;
c) A responsabilidade social da instituição, considerada especialmente no que se refere à sua contribuição em relação à inclusão social, ao desenvolvimento econômico e social, à defesa do meio ambiente, da memória cultural, da produção artística e do patrimônio cultural;
d) A comunicação com a sociedade;
e) As políticas de pessoal, as carreiras do corpo docente e do corpo técnico-administrativo, seu aperfeiçoamento, desenvolvimento profissional e suas condições de trabalho;
f) Organização e gestão da instituição, especialmente o funcionamento e representatividade dos colegiados, sua independência e autonomia na relação com a mantenedora, e a participação dos segmentos da comunidade universitária nos processos decisórios;
g) Infra-estrutura física, especialmente a de ensino e de pesquisa, biblioteca, recursos de informação e comunicação;
h) Planejamento e avaliação, especialmente os processos, resultados e eficácia da auto-avaliação institucional;
i) Políticas de atendimento aos estudantes;
j) Sustentabilidade financeira, tendo em vista o significado social da continuidade dos compromissos na oferta da educação superior.